domingo, 26 maio, 2024
A nova Jerusalém

Na década de 60, Roberto Carlos fazia sucesso cantando esta canção: “Quero que você me aqueça neste inverno e que tudo mais vá pro  inferno”. Na verdade, o inferno ainda não foi inaugurado, está vazio. Porque ninguém pode estar lá sem antes ter a sentença de condenação pelo julgamento das obras no fim dos tempos.

   Em Apocalipse, o apóstolo João enviado, como prisioneiro, para a pequena ilha de Patmos, na Grécia,  descreve a visão que teve por meio da revelação de Jesus Cristo. Em Ap. 19: 11-16, ele relata a 2ª. Vinda de Cristo. Montado num cavalo branco, o Fiel e Verdadeiro, o Verbo de Deus, Cristo, tendo na coxa e no manto inscrito: Rei dos reis e Senhor dos senhores, seguido por exércitos que há no céu montados em cavalos brancos, comanda a batalha contra a Besta, o Falso Profeta, e os reis da terra, chamada de Armagedom. Os dois que seduziram os habitantes da terra para colocar a marca 666 foram aprisionados, e lançados vivos dentro do Lago de Fogo, inaugurando o inferno. Haverá grande matança dos inimigos restantes, durante a batalha, com a espada afiada que sairá da boca do cavaleiro do cavalo branco.

   O Milênio será estabelecido. Cristo ocupará o trono de Davi, vago desde o cativeiro babilônico, em 606 a. C., e reinará sobre a terra por mil anos. Zac. 14: 9. Durante este período, Satanás, o Dragão, a antiga serpente que é o Diabo, será preso no abismo por mil anos. Os mortos em Cristo, no início do Milênio, ressuscitarão em corpo glorioso e reinarão com Cristo – esta é a 1ª. ressurreição. Após o Milênio Satanás será solto a fim de congregar as nações dos 4 cantos da terra para a peleja final contra Cristo e a cidade de Jerusalém, o seu número será como a areia do mar, porém, o fogo do céu os consumirá. Ap. 20: 7-9. O Diabo será lançado para dentro do Lago de Fogo, onde também se encontram a Besta e o Falso Profeta; e serão atormentados pelos séculos dos séculos. Ap. 20: 10. Após o Milênio, os mortos sem Cristo ressuscitarão para o julgamento das obras.

   O grande Trono Branco onde Cristo, o Supremo Juiz, estará assentado para o julgamento dos ressurretos da 2ª. Ressurreição, sem Cristo, através da abertura dos livros que registram as obras de cada um. Lá estará, também, o Livro da Vida que será aberto, e quem ali não se achar inscrito será julgado e condenado pela justiça divina pela lei, e não pela graça, a 2ª. morte eterna e definitiva. Ap. 20: 11-15. Novo céu e nova terra substituirão o 1º. céu e a 1ª. terra cujas obras serão incendiadas, abrasadas  e desfeitas.

    A cidade santa, a nova Jerusalém, descerá do céu, da parte de Deus, cumprindo a promessa de Jesus em João 14: 2-3: “Quando Eu for vos prepararei lugar”, esse 2º. Éden celestial aqui na Terra, eterno e definitivo. E se ouvirá do Trono: “Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Ele lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram”.

    Em Apocalipse 21: 16 diz que a nova Jerusalém será quadrangular, tendo comprimento, largura e altura iguais. A medida será de doze mil estádios, aproximadamente 2.200 km, o qual sendo elevado ao quadrado nos dará 4.840.000 km2. Israel tem 470 km de comprimento e 135 km de largura com 63.450 km2, população aproximada de 10 milhões de habitantes. O Brasil tem 8.516.000 km2 com 215 milhões de seres humanos. A nova Jerusalém, a terra prometida que mana leite e mel, com 4.840.000 km2, poderá abrigar, com folga, mais de 500 milhões de justificados mediante a fé na cruz de Cristo.

    Jesus do seu trono nos dirá: “Eis que faço novas todas as coisas. Eu sou o alfa e o ômega, o princípio e o fim. O vencedor herdará estas coisas, e Eu serei Deus e Ele me será filho. Quanto, porém, aos covardes, aos incrédulos, aos abomináveis, aos assassinos, aos impuros, aos feiticeiros, aos idólatras e a todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte”. Ap. 21: 1-8. No restante da Terra haverá lugar para o Inferno?

Dr. Mauro Jordão é médico ginecologista.

0 Comentários

Deixe um comentário

CLIQUE ABAIXO PARA LER A EDIÇÃO

SIGA A OPINIÃO NAS REDES SOCIAIS

INSTAGRAM

APOIO