terça-feira, 28 junho, 2022
Natal 2021

Para boa parte das pessoas, Natal significa apenas festa, comemoração, confraternização, comes e bebes, presentes e daí por diante. Para esses, este Natal vai ser diferente por causa da pandemia: mortes, mudança de rotina de trabalho, falências, alterações nas operações das empresas, sofrimento enfrentado por quem venceu a doença, etc.. É verdade, também, que muitos sequer poderão ter o seu peru, tamanha a crise financeira que experimentamos.
Mas o fato é que, não obstante reconhecermos a dor e as perdas e ficarmos contristados com os que tanto sofreram e sofrem, nada disso muda o verdadeiro significado do Natal e que este verdadeiro significado e seus efeitos tornam irrelevantes os impactos da pandemia sobre a alma humana, como já mencionamos, respeitadas as dores das perdas e sofrimento experimentados por muitos, decorrentes do Covid-19.
Natal é o nascimento de Cristo, antevisto por diversos profetas que séculos antes ofereceram detalhes sobre a vinda de Jesus ao mundo, em que lugar, circunstâncias e afins. Tendo seu Natal anunciado, foi concebido por uma virgem (mais uma profecia cumprida) e, de fato, nasceu, humilde, numa manjedoura, na cidade de Belém de Judá, conforme previra o profeta Miquéias. Foi, então, celebrado por pastores, anjos, magos do oriente e muitos outros.
O Natal foi um evento marcante para a humanidade e se constituiu num meio para que se cumprissem profecia e promessa maiores, as quais implicariam a salvação do homem.
Esse mesmo Cristo que nasceu humilde, cresceu, desenvolveu seu ministério com a maior parte concentrada em seus três últimos anos de vida (dos 30 aos 33), culminando com sua paixão e morte, para depois de três dias ressuscitar, o que dá razão à nossa fé; e, ainda, voltará, desta feita, em poder e grande glória para implantar o Seu reino eterno, juntamente com todos aqueles que o receberem como salvador e senhor de suas vidas.
Assim, nossa fé deve estar alicerçada na obra completa de Cristo que, humanamente, inicia-se com o Natal e, portanto, os efeitos deste tempo de pandemia nada mudam no plano eterno de redenção divina.
Se você ainda não crê assim, ou seja, não tem o Cristo do Natal como seu único e suficiente salvador e senhor, ainda há tempo para o receber e crer e, assim, ser salvo da condenação eterna.

Leonel Zeferino é empresário.

0 Comentários

Deixe um comentário

CLIQUE ABAIXO PARA LER A EDIÇÃO

SIGA A OPINIÃO NAS REDES SOCIAIS

INSTAGRAM

APOIO