domingo, 23 junho, 2024
Entrevista – Fernando Simões

Em entrevista exclusiva à Revista Opinião, o empresário mogiano conta sua trajetória, o sucesso nos negócios e a sua ligação com a cidade, que neste 1º de setembro, completa 463 anos.


Fernando Antonio Simões

Hoje, a JSP, holding da família, assim como a Simpar, a JSL e outras empresas do grupo, estão entre as principais do país, com uma atuação sólida e consistente em diversas áreas. Qual o segredo para este sucesso?
Fernando Antonio Simões – Acredito que existem momentos de felicidade e que eles resultam da nossa dedicação em fazer sempre o nosso melhor e estou sempre agradecendo pelo que conquistamos e pelo trabalho diário que temos a oportunidade de desenvolver. No entanto, não acreditamos em sucesso, em ter atingido o topo. Tenho comigo que quem acredita no pleno sucesso pode estar iniciando o fracasso. Em nossa Companhia, não acreditamos em nada que não contenha foco, dedicação e muito comprometimento, sempre com simplicidade buscando lucro e cuidando de Nossa Gente.
Não existe nunca um fator único que podemos associar ao nosso processo de transformação e de crescimento. Isso se deve ao trabalho e a um conjunto de fatores que são construídos todos os dias para que possamos nos desenvolver de forma sustentável. Desses fatores, vale destacar a importância das pessoas. Não teríamos feito nada se não fossem nossos colaboradores – os que já passaram e todos que estão no nosso grupo – trabalhando e confiando na nossa proposta de valor como organização: nossa Cultura e Valores. Desde que meu pai iniciou a empresa, há 67 anos, sempre existiu o cuidado em atrair, desenvolver e reter as pessoas certas para nossa empresa. Nesse sentido, tenho muito a agradecer à minha cidade natal, Mogi das Cruzes, onde começamos e onde estamos com cerca de 3.000 colaboradores que trabalham na nossa sede aqui na cidade.
Nossa Gente é o nosso patrimônio mais valioso. Temos muito a agradecer aos nossos colaboradores – hoje somos mais de 45 mil pessoas no Brasil e que se dedicam a um outro pilar essencial do nosso desenvolvimento, trabalhando com foco, dedicação e muito comprometimento com os Nossos clientes – nossa razão de existir como empresa. É pelo Cliente que trabalhamos todos os dias e fazemos o nosso melhor para entender, atender e superar suas expectativas, nos anteciparmos ao que ele quer e precisa e trabalharmos dedicados ao crescimento deles, porque aqui na SIMPAR a gente sabe que a sustentabilidade dos nossos negócios acontece com a satisfação, encantamento e desenvolvimento dos nossos clientes.
Como holding, a SIMPAR colabora, suporta e assegura a execução do planejamento estratégico em cada uma das nossas empresas – JSL, Movida, Vamos, Automob, CS Brasil, CS Infra e BBC – para o atingimento das metas, assegurando a resiliência do negócio e a geração de receitas necessários para geração de valor de forma sustentável. Faz parte desse compromisso, a nossa responsabilidade com a Governança e Solidez financeira. Meu pai, fundador da Companhia, sempre dizia que um bom pagador sempre tem crédito e seguimos isso à risca. Temos uma estrutura de capital sólida e uma gestão financeira que reflete o nosso compromisso com os nossos acionistas, com o mercado e com todos que se relacionam com a gente.

Como a trajetória de vida de seu pai influenciou sua atuação como empresário? Quais as principais recordações que o Sr. tem dele?
F.A.S. – Eu sempre fui apaixonado pelo meu pai e por tudo que ele fazia. Isso fez com que eu começasse a trabalhar aos 14 anos e me dedicasse ao trabalho como forma de demonstrar o quanto ele me inspirava e não só a mim, a todos que tiveram a oportunidade de conhece-lo e trabalhar com ele. Grande parte do que sou hoje veio do meu pai e das lições que ele me ensinou.
Dos cinco filhos eu sou o mais novo e temos mais dois irmãos de coração. Guardo muitas lembranças, frases, ensinamentos que meu pai e minha mãe compartilhavam com a gente sobre a empresa, o trabalho, os clientes antes mesmo de iniciar na empresa. Uma dessas recordações é de quando eu tinha uns 5 ou 6 anos de idade e um dos passeios em família aos domingos, era ir com ele e meus irmãos de carro até a Julio Simões Transportadora e conhecer onde e o que, junto com a família, era a razão da vida dele, a empresa que ele fundou. Com eles aprendi, na prática, a importância do trabalho, das pessoas e do cliente e a diferença que um serviço bem feito e de qualidade pode fazer aos negócios dos nossos clientes, nas nossas empresas e na vida dos brasileiros. Mais do que isso, que ninguém faz nada sozinho e que faz parte da nossa missão contribuir para uma sociedade melhor.
Também aprendi a sempre querer o bem dos outros, nunca fazer mal a ninguém. Compreendi que quanto mais sério a gente for, mais teremos confiança e geramos mais oportunidades de negócio, assim como mais crédito. Faço tudo com muito foco, determinação e comprometimento que são importantes crenças da nossa Companhia.

Qual foi o elo de sustentação das empresas do grupo para permanecerem firmes e com credibilidade, mesmo com as inúmeras crises que o Brasil já enfrentou?
F.A.S. – A empresa tem 67 anos e há mais de 40 eu trabalho na empresa. Durante todo esse período, eu e muitos empresários aprendemos a lidar com os desafios para manter seus negócios e crescer. Eu acredito muito que apesar desses momentos de dificuldades, o Brasil é maravilhoso e de grandes oportunidades. E para aproveitar o que o nosso país nos oferece é muito trabalho, acordar cedo com a energia e a vontade de fazer como se fosse a primeira vez.
Ainda temos muita possibilidade de crescimento e desenvolvimento dentro dos nossos negócios e, dentro da SIMPAR, estamos todo o tempo trabalhando para colaborar com nossos negócios e para que possam gerar mais valor. Mesmo quando erramos ou o país apresenta mudanças, agimos de maneira rápida e simples para nos adequarmos – para nós ter simplicidade é a forma como ganhamos mais agilidade. Para isso, cada uma das nossas empresas conta com um planejamento estratégico, estruturas de governança e de gestão (operacional e financeira) que permitem a elas estarem preparadas para, com responsabilidade, aproveitarem as oportunidades, serem ágeis na adversidade e seguirem se desenvolvendo com sustentabilidade.

Quais as perspectivas de crescimento para o grupo? Quais áreas devem se destacar nos próximos anos?
F.A.S. – De forma ampla, sabemos que na área de logística, infraestrutura e o setor automotivo sempre há oportunidades de crescimento orgânico e estamos focados em aproveitá-las e seguirmos consolidando esses setores – ainda muito pulverizados – de forma a ganhar escala, capilaridade e diferenciais que façam sentido e diferenciação competitiva às nossas empresas. Temos grande foco em melhoras operacionais que promovam crescimento orgânico e, além disso, uma das alavancas de crescimento dos últimos anos, têm sido as aquisições estratégicas, feitas oportunamente, buscando empresas em segmento resilientes e que tenham complementariedade com os nossos negócios. Uma das frentes que também temos como parte do nosso planejamento de negócio, por exemplo, é gerar receita em moedas fortes fora do país – no ano passado, por exemplo, a JSL teve oportunidade de ir com um cliente iniciar suas operações na África do Sul e a Movida, em Portugal. Com esses movimentos, somados a contratos de clientes com operações fora do país estamos cuidadosamente avançando em mercados internacionais.

Como avalia o atual momento da economia brasileira?
F.A.S. – Como eu costumo dizer, o Brasil é o melhor lugar do mundo para se fazer negócios. Em contrapartida, não é um ambiente simples em relação a estrutura e sistemas fiscal e tributária. Eu acredito que o Brasil precisa e pode simplificar a maneira como cobra impostos, por exemplo. Com uma reforma tributária, se torna mais fácil para o governo fiscalizar e cobrar quem não paga imposto e isso tem impacto direto na redução da desigualdade social, na geração de empregos e investimentos. Acredito que vamos entrar em um novo ciclo de desenvolvimento no país caso aconteçam reformas necessárias e o controle fiscal.

Qual a sua mensagem para os empresários e empreendedores brasileiros?
F.A.S. – Acredito que sempre devemos estar dispostos e abertos a aprender – em qualquer momento da vida. Eu sempre fiz questão de ver exemplos dentro e fora de casa, da nossa Empresa. Independente da área de negócio e da função, é preciso muitos anos de trabalho, dedicação e aprendizado. Faz parte desse aprendizado, ouvir as pessoas – especialmente quem está e faz parte do negócio, quem atende aos nossos clientes – e cuidar delas para que possam dar e fazer o seu melhor. Acredito que um empresário precisa ter a certeza de que trabalha para oferecer um produto ou serviço de qualidade, com preço justo e que contribua com o crescimento do seu cliente.

Diante de uma agenda tão concorrida, como balancear o lazer e a vida profissional? Tem algum hobby?
F.A.S. – No dia a dia tenho sempre tantas coisas para fazer, reuniões, questões profissionais para resolver, e nem sempre sobra tempo para hobbies e passatempos. Então, brinco que até meu tempo livre dedicado à leitura é para a empresa, relendo materiais e documentos relacionados ao trabalho. Adoro trabalhar e tenho a convicção de que quem gosta do que faz nunca vai trabalhar na vida. Mas posso dizer que sempre o meu maior prazer será estar com a família, isso me enche de energia para seguir em frente.

Além dos lançamentos da Ribeira Empreendimentos, quais são os planos da empresa envolvendo Mogi das Cruzes e região?
F.A.S. – Eu nasci, vivi quase toda minha vida e tenho um enorme carinho por Mogi das Cruzes. Antes de mim, essa já havia sido a cidade que meu pai escolheu para viver e onde a história da SIMPAR começou. Temos vínculos eternos com Mogi, que foi importante para construção do que somos hoje e planejamos sempre novas maneiras de investir na cidade e incentivar as gerações futuras. É aqui que fica a nossa sede administrativa, onde temos o maior número de colaboradores e sempre vamos buscar contribuir de diversas formas com o desenvolvimento da cidade. Um exemplo é o lançamento do empreendimento SOMA (promovido pela Ribeira Empreendimento), em que oferecemos qualidade com melhor preço e custo sempre pensando no cliente.
Temos uma relação muito próxima com a comunidade local, investimos em projetos sociais e programas, como o “Você quer? Você pode!” para formação de jovens por meio de capacitação socioemocional e profissional preparando para inserção no mercado de trabalho. Criamos um Centro de Memória e Cultura aqui em Mogi onde também fica a sede do Instituto Julio Simões. No Centro de Memória contamos a história de nossa organização e recebemos alunos do ensino municipal da região com informações que somam ao currículo que aprendem nas escolas, incluindo a imigração na cidade, crescimento econômico da região e outros. Além da questão didática, queremos fomentar nas crianças que olhem a história do meu pai e de alguns executivos que cresceram e se desenvolveram na nossa empresa, com esperança para realizar, romper ciclos sociais e econômicos e atingir novos objetivos.

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe um comentário

CLIQUE ABAIXO PARA LER A EDIÇÃO

SIGA A OPINIÃO NAS REDES SOCIAIS

INSTAGRAM

APOIO