quarta-feira, 19 junho, 2024
“Carta aos Formandos” – À geração do futuro, aquela que vai transformar o mundo

Distanciando-se das utopias, eu acredito em educação e em um mundo melhor. Quem vai fazer esse mundo amanhã? Nossos alunos, vocês, aqueles que estão sentados nas carteiras das escolas de hoje em dia. São eles, que chegaram até aqui porque construíram relacionamentos, conheceram pessoas, entenderam mais de gente e deles mesmos. Aprenderam a argumentar, a defender ideias, a criar soluções e a inovar. São adolescentes intensos que vivem e revivem momentos, emoções e sensações.
Se eu pudesse falar com cada um de vocês, neste final de ano, ao se formarem, ao deixarem suas escolas e a ingressarem nesse mundo incerto, volátil e de constantes transformações, eu diria: – Transformem sonhos em realidade! Lutem por seus ideais, por seus ideais e por um mundo melhor. Vocês, hoje, que têm a oportunidade de prosseguir para o ensino superior, devem assumir também uma responsabilidade que lhe é devida: a de viver em sociedade e de transformá-la em algo melhor.
Ironicamente, embora tentemos fazer a escola ser uma experiência da vida em sociedade, o mundo lá fora é competitivo, exige muito de nós, frustra e dá medo. O mundo lá fora espera muito da gente, é impiedoso e, mesmo que precisemos de ajuda, nem sempre vamos encontrar. Às vezes, temos que enfrentar os problemas sozinhos, fazer e refazer, passar horas acordados e saber que no final o que realmente importa é a sensação de dever cumprido, a sua consciência limpa e a certeza de mais um dia para recomeçar. Sim, às vezes é sobre você mesmo e sua consciência, e ninguém mais. Não tem aplausos todos os dias, não tem um ombro toda hora para dar apoio!
Saibam que as escolhas que vocês fizerem hoje terão sim influência na vida, que não há sucesso sem sacrifício, e que portanto é importante desde já aprender a fazer escolhas e a reconhecer que vocês não poderão participar de todas as festas, ver todos os amigos, fazer todas as viagens e nem dormir todas as noites. A partir de agora, mais do que nunca, é uma concorrência de vocês com vocês mesmos. Não tem nada a ver com competir com os outros. É uma luta diária e uma competição entre aquilo que você é e o que você quer ser.
Para terminar, peço licença ao grande poeta Mário Quintana, que diz… “A vida é uns deveres que nós trouxemos para fazer em casa. Quando se vê, já são 6 horas: há tempo… Quando se vê, já é 6ª feira… Quando se vê, passaram 60 anos! Agora, é tarde demais para ser reprovado… E se me dessem – um dia – uma outra oportunidade, eu nem olhava o relógio, seguia sempre em frente….”
Não deixem ser tarde demais para serem protagonistas da própria vida e dessa única oportunidade de… transformar sonhos em realidade.

Sinceramente,
Alguém que acredita em cada um de vocês.

Tags: , ,
Richard Debre, professor, educador, empresário, consultor, sonhador.

0 Comentários

Deixe um comentário

CLIQUE ABAIXO PARA LER A EDIÇÃO

SIGA A OPINIÃO NAS REDES SOCIAIS

INSTAGRAM

APOIO