quarta-feira, 17 julho, 2024
Francisco Ornellas lança o livro “O Barão“

Personalidade do final do Império e início da República, Artur Silveira da Mota, o Barão de Jaceguai (1843-1914), foi herói da Marinha na Guerra do Paraguai e, empreendedor, fundou a Companhia de Navegação Lloyd Brasileiro. Também viveu em Mogi das Cruzes, onde construiu, na atual Praça Oswaldo Cruz, a mais rica residência já havida na cidade. Ele é protagonista do capítulo inicial do livro “O Barão – Um passeio histórico por Mogi das Cruzes”, do jornalista Francisco Ornellas.
Com 296 páginas divididas em 66 capítulos, o livro passeia por acontecimentos históricos de Mogi das Cruzes entre os séculos XIX e XXI. Narra, por exemplo, a estada de Euclides da Cunha, autor do épico “Os Sertões”, que esteve em Mogi no planejamento da Adutora do Rio Claro e da Estrada de Ferro São Paulo-São Sebastião. Também a presença da cidade na produção vinícola e a participação de uma morador na aventura para cumprir, de carro, entre 1928 e 1938, o percurso Riode Janeiro-Washington.
Segundo o autor, jornalista há mais de 50 anos e com carreira consolidada no jornal O Estado de S. Paulo, “o Barão é resultado de um trabalho diuturno de observação. Durante anos acompanhei a trajetória dos principais protagonistas da vida local; não apenas da elite que interfere no dia a dia, também de conterrâneos que, estes sim, fazem Mogi ser o que é”. Há personagens conhecidos que tiveram participação decisiva na história local e outros, não tão conhecidos. Entre estes, Uriel Gaspar dos Santos Pereira, empreendedor como poucos Mogi teve. Também Chico Torres, poliglota que ingressou na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco em 1942 e nunca mais saiu.

Mais informações:
Disponível no site da editora: www.lopeseaciolieditora.com.br

0 Comentários

Deixe um comentário

CLIQUE ABAIXO PARA LER A EDIÇÃO

SIGA A OPINIÃO NAS REDES SOCIAIS

INSTAGRAM

APOIO