sexta-feira, 12 abril, 2024
Clínica FIP: atenção integral à saúde mental


Em meio aos desafios da vida moderna, é fácil negligenciar o cuidado com a saúde mental e emocional. Na maioria das vezes, as pessoas só lembram disso quando chega uma depressão, um estresse avançado, uma síndrome do pânico, um transtorno de personalidade ou algo tipo. No entanto, compreender a importância de iniciar um acompanhamento e um tratamento precoce de psicoterapia é fundamental, principalmente porque ninguém está imune aos desafios e às pressões do dia a dia. Seja qual for o estágio da vida, cuidar da saúde mental tornou-se uma necessidade.
A Clínica FIP é especializada em psicologia, oferecendo serviços na área de saúde mental, física e comportamental. Com atendimento humanizado e excelente infraestrutura, os atendimentos são direcionados em torno de práticas psicoterapêuticas e preventivas, com atendimento a crianças, adolescentes, adultos e idosos.
“É fundamental entender que a saúde mental não é apenas a ausência de doença mental, mas sim um estado de bem-estar emocional, psicológico e social. Ela envolve a capacidade de lidar com os desafios da vida, manter relacionamentos saudáveis, expressar emoções de maneira adequada e alcançar um senso de propósito e significado”, explica uma das sócias da FIP, a psicóloga Bárbara Figueiredo Ignácio, que é especializada em Psicologia Clínica, Terapia Cognitiva Comportamental, Terapia ABA (Análise do Comportamento Aplicado) e Neuropsicologia.

Saúde mental
Abrangendo uma ampla gama de aspectos, desde emoções até pensamentos, comportamentos e relações interpessoais, a saúde mental é influenciada por uma série de fatores. Desde predisposição genética até experiências de vida, ambiente socioeconômico, estresse, traumas e acesso a recursos de apoio, todos esses elementos podem impactar significativamente nossa saúde mental, podendo resultar em distúrbios mentais, como depressão, ansiedade e transtornos alimentares.
Segundo Bárbara, compreender completamente essa questão é crucial para desmistificar os preconceitos associados e oferecer apoio às pessoas que precisam, uma missão que a Clínica FIP tem realizado com sucesso desde sua fundação em 2014. “A saúde mental, quando negligenciada, pode afetar negativamente todas as áreas de nossa vida. Se algo não está indo bem, é provável que existam questões internas que precisam ser avaliadas. Por isso, é crucial cuidar da nossa mente, já que ela influencia diretamente nossas decisões, comportamentos, relacionamentos e muito mais”, alerta Bárbara Figueiredo.
Esses desafios do cotidiano podem desencadear uma série de reações físicas e emocionais, como aumento da frequência cardíaca, respiração acelerada, movimentos ansiosos, insônia, irritabilidade e até alguns sintomas mais impactantes. Por isso, é importante reconhecer esses sinais precocemente e buscar maneiras saudáveis de lidar com o estresse e toda essa pressão.

Tratamento
Manter uma boa saúde psicológica envolve práticas regulares de autocuidado, como alimentação saudável, exercícios físicos, sono adequado, gerenciamento do estresse e busca por suporte social e psicológico quando necessário. Além disso, promover a aceitação, a resiliência e o desenvolvimento de habilidades de enfrentamento são estratégias essenciais para se fortalecer. Segundo a psicóloga Barbara, atividades de lazer e hobbies desempenham um papel crucial na melhoria do bem-estar, juntamente com outra prática fundamental: o autoconhecimento. De acordo com ela, reservar um tempo para se ouvir e sintonizar com seu próprio ritmo são algumas das práticas mais significativas nesse processo.


Desafios e preconceito
A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que mais de 18 milhões de brasileiros sofrem de ansiedade, colocando o país em posição de destaque no ranking de nações ansiosas. Os números de casos de depressão também são altos, com mais de 12 milhões de pessoas deprimidas no Brasil. Apesar dos números e da crescente conscientização sobre a importância da saúde mental, ainda persistem preconceitos e estigmas associados a esse tema. Essa falta de compreensão pode levar a um tratamento tardio ou à ausência de tratamento, resultando em sérios prejuízos para a saúde e o bem-estar.

Desafios e preconceito
A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que mais de 18 milhões de brasileiros sofrem de ansiedade, colocando o país em posição de destaque no ranking de nações ansiosas. Os números de casos de depressão também são altos, com mais de 12 milhões de pessoas deprimidas no Brasil. Apesar dos números e da crescente conscientização sobre a importância da saúde mental, ainda persistem preconceitos e estigmas associados a esse tema. Essa falta de compreensão pode levar a um tratamento tardio ou à ausência de tratamento, resultando em sérios prejuízos para a saúde e o bem-estar.

Psicoterapia
Buscar ajuda psicológica é um passo corajoso em direção ao autocuidado e ao bem-estar emocional. A psicoterapia oferece um espaço seguro para explorar questões profundas, promover o autoconhecimento e desenvolver habilidades para lidar com os desafios da vida. “A terapia pode ser feita em qualquer momento da vida e é importante reforçar que não há a necessidade de ter um transtorno mental para vivenciar o processo. Você pode optar por procurar o auxílio psicológico simplesmente porque deseja potencializar a sua saúde mental”, avalia Bárbara.
Com mais de 2.500 pacientes atendidos desde sua fundação, a Clínica FIP mantém uma equipe de profissionais focados em terapias convencionais e especializadas. Seu compromisso é o de fornecer soluções integradas para um atendimento de qualidade, dedicando-se ao cuidado e à promoção do bem-estar emocional de seus pacientes e estando sempre pronta a ajudar aqueles que têm coragem de buscar ajuda.

Mais informações:
Unidade 1: Rua Cel. Santos Cardoso, 443, Centro,Mogi das Cruzes
Unidade 2: Rua Gertrudes da Conceição Cabral, 223, Vila Nancy, Mogi Das Cruzes –
Tel.: (11) 2847-2453 / 2629-2000 / 97406-4863
Site: www.clinicafip.com.br
Instagram: @clinicafip

Tags: ,

0 Comentários

Deixe um comentário

CLIQUE ABAIXO PARA LER A EDIÇÃO

SIGA A OPINIÃO NAS REDES SOCIAIS

INSTAGRAM

APOIO