quarta-feira, 19 junho, 2024
A Palavra de Deus

Como interesse de pesquisa eu pergunto à paciente: “Você tem Bíblia?“ Ela estranha a pergunta e interroga-me: “O que o senhor disse, doutor?” “Eu perguntei se você tem Bíblia?” “Sim, eu tenho!” “E você lê?” Aí, a resposta pode variar de pessoa para pessoa: leio, não leio e às vezes eu leio. Assim como, as clientes, quase sempre, dão mais importância ao que a comadre fala do que aquilo que o médico recomenda; assim também, nós habitantes do mundo, ao caminhar pela vida, pouco interesse temos em seguir os mandamentos de Deus, contidos em sua Palavra, a Bíblia Sagrada. Primeiro, porque não lemos; segundo, lemos, porém não obedecemos; terceiro, preferimos abrir nosso próprio caminho, sem Deus. Na realidade, a Bíblia é o livro mais vendido no mundo, e nos alegra em saber que ele se acha na maioria dos lares dos países considerados cristãos. O desejo do Nosso Senhor Jesus Cristo, é que o Livro Sagrado seja aberto e lido porque não é a palavra falha de homem, ele é a perfeita Palavra de Deus revelada e escrita para o nosso bem. Quanto ao futuro, infelizmente, os pais pensam mais no sucesso profissional dos filhos do que na realização espiritual dos mesmos, sem a qual não terão a sabedoria divina em todo o seu proceder. O mundo da ciência e da tecnologia tem nos dado homens de ande conhecimento, mas de pouca sabedoria em sua conduta de caráter. Na faculdade de medicina, na aula de anatomia, aprendemos que o corpo humano se divide em cabeça, tronco e membros. A terapêutica médica sendo a arte da ciência de escolher as terapias adequadas às diversas doenças do corpo e da mente, esqueceu ou nunca pensou, em tratar o espírito que também faz parte do ser humano: corpo, mente e espírito. Por isso, o paciente se assusta quando um profissional médico pergunta se ele(a) tem Bíblia. Será mesmo que a religião tem de se afastar da ciência, sendo que o conhecimento científico foi gradualmente liberado por Deus na mente inquisitiva do homem? Religião mais ciência harmonizam a mente. Não somos justificados pelas obras, mas apenas pela simples e exclusiva fé em Jesus, único caminho da salvação: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim”. João 14: 6. E antes da sua ascensão, depois de ter cumprido sua missão na terra e ser recebido no céu, assentando-se no trono à destra do Deus Pai, disse aos seus discípulos com voz imperativa e cheia de autoridade: “Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado”. Marcos 16: 16. Simples, basta-nos apenas a fé no sacrifício remidor do Senhor Jesus na cruz, único meio para justificação dos nossos pecados e de sermos recebidos no céu por Ele. As obras são apenas a expressão prática da fé do novo homem transformado pela Graça e pela ação do Espírito Santo a fim de glorificar a Deus e não a si mesmo. A palavra de Deus é a terapêutica espiritual que faz do homem mau um homem bom. Não é o meio que modifica o homem, e sim o homem que influência o meio em que vive. O bastão de Esculápio com uma serpente enrolada sempre foi o símbolo da atividade médica; infelizmente, essa atividade em busca da cura em vez de começar pela cabeça, a origem do começo, ela busca tratar de inicio a cauda do problema. Excluindo as doenças agudas que necessitam de um tratamento emergente ou urgente para salvar a vida, as doenças crônicas, tanto as físicas como as mentais, desafiam a medicina e se arrastam por anos mantendo o paciente firmado na bengala infinita dos medicamentos que aliviam, mas não curam. Considerando cabeça o espírito, onde há a luta entre o bem e o mal, a Bíblia afirma que lá o ímpio não tem paz por não ter o Espírito Santo, só o salvo em Cristo o possui. Se o espírito está perturbado produz transtorno mental, este por sua vez altera o controle das funções do cérebro que irá produzir disfunções orgânicas e gerar a doença. Jesus é a fonte segura de paz que proporciona a saúde do espírito em todo nosso ser.

Dr. Mauro Jordão é médico ginecologista.

0 Comentários

Deixe um comentário

CLIQUE ABAIXO PARA LER A EDIÇÃO

SIGA A OPINIÃO NAS REDES SOCIAIS

INSTAGRAM

APOIO